11 fevereiro, 2015

Bruxelas




Esta foi uma estadia curta, mas o suficiente para concluir que se trata de uma Cidade turística com muito para apresentar e oferecer a quem a visita.



Para quem tem como objectivo visitar a Europa em todo o seu esplendor, nada como começar talvez por visitar a Capital do Continente Europeu, Bruxelas.

Posso começar por referir de que a Bélgica/Bruxelas, tem como cartão postal sua praça, cervejas e chocolates, por isso deixa a dieta entrar de ferias e aproveita bem estes sabores ímpares e autênticos.

Na praça principal, de nome Grand Place, vais poder apreciar a riqueza nos detalhes das construções, referindo também que é nesta praça onde podes encontrar o Hard Rock Caffé.


O QUE VER:

Grand Place - Charmosa praça do século XIII, circundada por construções do século XVIII.

Atomium (primeira imagem) - É uma “célula unitária do cristal de ferro” aumentado 165 bilhões de vezes. Aqui podes aproveitar para entra e visitar o museu que se encontra no interior e ao mesmo tempo aproveitar e disfrutar de uma vista panorâmica sobre a cidade.

Palácio Real (Palais Royal) - É o palácio oficial do rei dos belgas. Localiza-se no lado oposto do prédio do Parlamento, no outro lado do Parque de Bruxelas.

Parque Cinquantenaire - O maior parque da cidade. Aqui encontras o Arco do Triunfo do Cinquantenaire, o Centro Cultural Islâmico da Bélgica, um museu com artefatos arqueológicos da pré-história além de um espaço grande e fantástico para um piquenique.

Edifício do Parlamento Europeu - Esta construção representa a natureza democrática do projeto europeu.

Menneken Pis - É uma pequena fonte em bronze de um menino a urinar para a bacia da fonte. Nas festividades a estátua é enfeitada com diversos disfarces. O seu "guarda-roupa" conta, hoje em dia, com mais de 800 exemplares.

Catedral Saint Michel et Gudule - É uma igreja católica romana localizada no monte Treurenberg. Ela serve como co-catedral da Arquidiocese de Malines-Bruxelas.

Palácio da Justiça - é um prédio bem emblemático de Bruxelas. O lado triste da história é que muita coisa foi destruída para sua construção.

Porte de Hall - Este foi construído em 1381 e é o ultimo vestígio das muralhas medievais de vila medieval de Bruxelas.


No que diz respeito á estadia não é que goste muito de me prenunciar sobre nenhum local em particular, no entanto, após a excelente estadia que tive no Hotel Opera, não posso deixar de lhe fazer esta referência, pois apesar de não ter tido oportunidade de conhecer outro local, este tem um ótima relação qualidade preço e com um pequeno almoço bastante completo, já para não falar na proximidade em que este se encontra do centro da cidade e das zonas de compras e restauração.

Para te movimentares na cidade nada como comprar o bilhete diário do metro, ou então comprar o Brussels Card, que para alem de ter incluído a entrada livre na grande maioria das atrações turísticas, tem incluído o passe para os transportes públicos, bem como te oferece descontos em alguns restaurantes e lojas.

O nível de vida em Bruxelas não se pode dizer que seja propriamente económico, por isso, tens que procurar muito bem onde fazer as refeições e tentar evitar a Grand Place, pois aí é ainda mis dispendioso, no entanto não deixes de degotar uma boa Cerveja belga bem como o sabor impar dos chocolates belgas que chegam a por a qualidade e o sabor autentico dos também famosos chocolates Suíços.

Atenção que a estadia e viagens podem ficar mais caras se estiveres a fazer planos de visitar a cidade em Agosto, pois é nessa época que se elabora um dos mais famosos tapetes de flores no mundo utilizando para isso centenas de milhares de Begônias para preencher 1.800 metros quadrados das mais variadas cores.



Aproveita a vida sonhando em viajar e viajando para te libertar